sexta-feira, março 12, 2010

TROTE PELA CULATRA

Hoje, pela manhã, a "prima Dilce" recebeu uma ligação surreal! Segue a conversa para análise dos leitores:

- Alô

- Mãe, mãeee... Aiiiii, ai, ai!

- Alô?

- Mãaaaaaaaaaaaeeee... Socorooo... Aiiii, ai!

- Fala minha filha, fala Catarina, fala com a mamãe.

- Mãaaaaaaaaaae!

- Fala, minha filha, onde você está? Se não falar a mamãe não tem como te ajudar...

- Mamã... Olha só, já saquei que tu não tem filho porra nenhuma e tá de ironia com a minha cara. Então vô mandá a real: xonei na tua voz, princesa. Podexá que nenhum malandro vai te mais ligar.

(silêncio)

- Seguinte, não precisa ficar com medo, não. Tô na moral. Tô todo se quereno pá tú, princesa. Só isso.

- Ah, tá. E de onde você fala?

- Pô princesa, moro nos prazê.

- Ah sim...

- Pô, na moral, a verdade é outra, princesa. Num sô bicho, não, mas tô mermo é engaulado aqui em Bangú 3, mas já tô de saída. No fim de março já tô na rua. E sabe qual é, não tô mais afim de parada errada, não. Ô princesa, vô mermo é ficá na moral, no sapatinho. Quero um trabalho direito, criá meus bacurí e o caralho. Mas sabe com é, né? Vô ter que portá minha 40. A gente tem uns inimigo aí... É melhor ficar ligadoo, né não, princesa?

- Tá dizendo, né? Tá certo.

- Mas então, como é que a gente faz pá... pá... tu sabe, né princesa... pô, pá gente se encontrá, bater um lero, essas coisa e tal?

- Mas amigo, você não tá preso?

- Tô princesa, mas já tô de saída. Faz o seguinte, anota aí meu telefone: (numero). Qualquer parada tu me liga! Xonei nim tu.

- Ah tá, pode deixar. Obrigada.

- Meu nome é Wesley. E o seu?

- É... (inventando) Valesca.

- Então Valesca, me liga mermo.

- Pode deixar. Obrigada.

- Não, cara é sério, rapá. Pode ligá. Ta dominado, princesa. Ninguém vai mais te ligar, não. Já tirei teu número das mão dor malandro aqui. Pó ficá tranquila. Mas pô, tô todo se quereno pá tú..

- Obrigada.

- E vem cá. Tu mora onde?

- (pensando) Em... Laranjeiras. (mentira)

- Hummm, mora de aluguel?

- Sim.

- Ih, tadinha! Pô, se quisé te tiro dessa vida. Me liga, princesa. Agora preciso ir.

- Se cuida.

- Foi mó prazerão falá com tu.

tuuuuuuuuuummmmmmm tuuuuuuuummmmmmmm (acaba a ligação)

***

2 comentários:

Érica disse...

kkkkkk!!! Sensacional!!! Moral da história: Bandido tb tem coração.

IVN disse...

isso bem que podia virar uma cena na CAL, hein?
(Jun)